Trabalhadores delimitados

Hoje, no 1 de Maio, celebramos o Dia do Trabalhador. Estabelecido no final do século 19 para conceder um dia de paragem à força trabalhadora. Ao longo destes anos foi evoluindo para simbolizar um tributo a todos os homens e mulheres e chamar a atenção para a importância das melhorias das condições existentes. Sejam as discrepâncias entre o ordenado das mulheres comparativamente ao homens em circunstâncias de trabalho igual ou do ordenado mínimo entre os congéneres europeus. Estas e outras situações têm obtido uma maior atenção ao longo destes anos. E felizmente as diferenças vão sendo cada vez menores. No entanto, e ao longo destes anos todos continuamos a verificar uma enorme discrepância no acesso ao trabalho das pessoas com deficiência. E porque é que a taxa de emprego deste grupo oscilou entre os 35% desde a II Guerra Mundial? E se desde 1995, a taxa de emprego para mulheres que não são deficientes tem sido de 80,06%, porque razão para as mulheres com deficiência é de 33,06%? Ou no caso dos homens que não são deficientes é de 94,96%; enquanto que para aqueles com deficiência é de 36,21%? E para os graduados em faculdades de quatro anos, a taxa de emprego, homens e mulheres é de 89,9%, e para os graduados com deficiência, a taxa de emprego é de 50,6%? E em relação à percentagem que está empregada, a renda familiar média para mulheres com deficiência durante esse período tenha sido de apenas 13.974 dólares (em comparação com 28.518 dólares para mulheres não deficientes). E nos homens com deficiência tiveram uma renda familiar média de US $ 15.275 (em comparação com US $ 31.068 para homens sem deficiência). Talvez este dia de paragem possa ser aproveitado para reflectir o que precisamos de mudar amanhã. É porque no dia 8 há pessoas adultas com deficiência que não sabem como irão pagar a sua renda de casa, ou o colégio dos filhos e a compra dos alimentos. Espantado? Não sabia que as pessoas adultas com deficiência se debatem com este tipo de dificuldades? Então talvez possa aproveitar o fim de semana de 3 dias para reflectir melhor!


10 visualizações

Informação útil:

©2018 by Autismo no Adulto. Proudly created with Wix.com