Informação útil:

©2018 by Autismo no Adulto. Proudly created with Wix.com

Eu-que-sinto

Estar-no-mundo tal como Heidegger a pensou dá-nos o espaço para vivermos as experiências. Esta perspectiva é importante em contraposição à etiologia clínica dos sintomas mentais. A experiência da pessoa é reconhecida, valorizada. É-lhe dada uma voz que o próprio procura projectar na relação. Ao longo deste ano lectivo foram muitas as perguntas, do que as próprias respostas. O que é que uma pessoa sente quando é diagnosticada com autismo? Se em alguns isso parece ter melhorado a sua vida. Ou a compreensão da mesma e não propriamente o seu bem estar. Já para outros isso parece ter trazido uma maior desorganização. Estar-no-mundo dá-nos o espaço para vivermos as experiências, independentemente da sua origem e do seu desenvolvimento ou final. Os três vídeos que compõem este post reflectem essa mesma vivência do Autista adulto.











9 visualizações