O outro lado da lua

Famous people Asperger. Se colocarmos estas mesmas três palavras no google iremos ter como primeira resposta um site que nos mostra o conjunto de pessoas famosas que poderão ter tido um diagnóstico de Perturbação do Espectro do Autismo. Alguns deles haverá evidência desse facto. Enquanto que outros há todo um conjunto de inferências em relação ao seu comportamento e de como o mesmo se pode enquadrar no perfil de funcionamento típico do Espectro do Autismo. Esta questão de algumas pessoas se centrarem no facto de haver um conjunto de pessoas famosas, inteligentes e capazes em termos dos feitos alcançados e que são autistas, sempre teve duas possíveis leituras. Uma tem a ver com o facto das pessoas poderem ficar apenas centradas no facto de pensarem que as pessoas autistas são todas elas pessoas famosas, inteligentes, entenda-se com um perfil cognitivo acima da média, e capazes em termos de grande feitos alcançados. Por outro lado, penso que esta informação poderá ser importante para ajudar a que as pessoas autistas e todos nós de uma maneira geral, possamos pensar que são pessoas que são capazes e que poderão inclusive vir a melhorar as suas competências a vários níveis no sentido de terem determinado destaque. Não é uma questão consensual e as opiniões em relação a esta questão divergem. Mas o certo é que no Espectro do Autismo, cerca de ⅔ das pessoas com este diagnóstico apresenta em conjunto um défice cognitivo entre outras condições. Mas quer isto dizer que as pessoas autistas com estas características, actualmente designadas de Perturbação do Espectro do Autismo, nível 2 ou 3 (situações mais graves e impactantes ao nível do desenvolvimento), não poderão ser capazes de serem pessoas famosas, inteligentes e capazes de grandes feitos? Poderão vir a tornar-se pessoas famosas sem dúvida. Mas não inteligentes do ponto de vista do seu perfil cognitivo e intelectual, até porque apresentam um défice cognitivo associado. Quanto ao facto de poderem ou não vir a alcançar grandes feitos, também é certo que necessita de haver uma grande mudança na própria forma de funcionamento de toda a Sociedade para que possa haver a possibilidade disso acontecer. Mas é certo que independentemente de serem famosas, inteligentes e alcançarem grandes feitos ou nada disso, o certo é que todas as pessoas autistas têm direito a ter uma vida digna. E tudo isto porque o conhecido Elon Musk CEO da Tesla admitiu publicamente no programa Saturday Night Life ser Asperger. Uma coisa é certa - se o homem "foi à lua", talvez haja esperança num futuro melhor para todos nós e de preferência com mais tolerância pela (neuro)diversidade.


15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo