top of page

Aguardente, ouvi perfeitamente

Quem não recorda o mítico Vasco Santana em A Canção de Lisboa? No trecho em questão, Vasco Santana já embriagado, usou do funil para pedir ao empregado de mesa para levar mais aguardente. Ao que este diz - "Aguardente, ouvi perfeitamente!", com um grande contentamento por o Vasco Santana o ter salvo com o funil devido à sua dificuldade auditiva. Este exemplo, espelha bem aquilo que ainda hoje assistimos no Espectro do Autismo em relação à hipersensibilidade auditiva. Ao longo destes quase 80 anos de autismo e ainda mais nos últimos 40 anos, têm sido vários os estudos que demonstram a existência de hipersensibilidade auditiva na população autista. Contudo, ainda continua a haver dificuldade por parte de vários em aceitar ou até mesmo compreender que esta possa ser uma situação real e não um capricho qualquer das pessoas autistas. Seja na escola e depois mais tarde na Universidade, a utilização simples de uns fones com cancelamento de ruído serviria o propósito de redução do ruído junto da pessoa. Isto se não puder ser feito uma redução do ruído na fonte. Mas se pensarmos na hipersensibilidade auditiva, sabemos que não é preciso o ruído ter uma tonalidade assim tão alta para se tornar impactante. E ainda hoje se ouve por parte de profissionais da educação de que não será possível a utilização de fones na sala de aula ou durante a realização de uma prova escrita. Seja porque o aluno estará a usar os fones para ouvir música. Ou então durante o teste, estará a usar os fones para obter as respostas para o teste. E isto não acaba aqui. Porque as pessoas autistas adultas continuam a sentir necessidade de que no seu local de trabalho possam usar os respectivos fones com cancelamento de ruído para conseguirem aguentar o dia de trabalho. E a palavra a usar é mesmo essa - aguentar. Sim, porque a imersão sensorial e a exposição a determinadas fontes de ruído é causador de enorme sofrimento fisico e psicológico. A pessoa autista ao fim de um dia de trabalho sente-se esgotada das suas capacidades e muito frequentemente não consegue estar capaz de estar no próximo dia no trabalho. Também aqui é referido que a pessoa se usar os fones não irá ouvir os clientes, o telefone a tocar e além de ser algo visto como falta de educação. Tudo isto mostra que as pessoas não estão capazes de saber do que se está a falar. A hipersensibilidade auditiva é uma realidade e bastante presente na pessoa autista em todas as fases da vida. Tem um enorme impacto fisico e emocional. E pode ser em muito diminuído e devolver qualidade de vida à pessoa em questão através do uso de fones com cancelamento de ruído. E não, os fones em questão não irão impedir que a pessoa continue a fazer a sua actividade lectiva ou profissional. Se houver dúvida os próprios poderão testar o equipamento ou solicitar a ajuda de um profissional da área ou então simplesmente pedirem ajuda que a pessoa autista poderá explicar perfeitamente.


65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page