top of page

Onde é que eu me sento?

Onde é que eu me sento? Esta costuma ser uma das perguntas que algumas das pessoas autistas adultas fazem quando entram no gabinete. Mas não é a única. Há muitas outras questões que colocam, e que muitos de nós, psicólogos clínicos que recebemos pessoas na clínica nem sempre esperamos. Muitas vezes partimos do principio que a pessoa já sabe como irá acontecer a consulta. Ou o que será esperado da sua pessoa em termos de participação nas consultas. Mesmo quando explicamos o enquadramento das consultas, ainda assim parecem continuar a haver questões por parte da pessoa autista. E estas questões parecem continuar a existir ao longo de todo o processo de intervenção.


Mas que não se pense que as perguntas são apenas colocadas pelas pessoas autistas adultas. Também há muitas e boas questões que são colocadas pelos psicólogos clínicos em relação ao como fazer quando recebem uma pessoa autista adulta em consulta.


Sejam questões relacionadas com o processo de avaliação e quais os instrumentos a usar. Sejam aqueles para o diagnóstico, mas também aqueles que podem ser usados para as questões das comorbilidades psiquiátricas associadas. E não, não é apenas usar uma escala para a ansiedade e depressão e olhar para o resultado. Já há evidência cientifica e experiência clinica reunida para sabermos que é preciso fazer diferente.


Mas na intervenção, as questões parecem não acabar. Seja nos aspectos relacionados com o setting terapêutico ou a relação/aliança terapêutica, mas também nas próprias adaptações às técnicas de intervenção usadas, são muitas as questões e adaptações necessárias a fazer. E não, não basta apenas implementar um programa de intervenção CBT para a depressão em pessoas adultas quando se vai trabalhar com pessoas autistas adultas e com sintomatologia depressiva. E o mesmo se pode dizer para a ansiedade social, perturbação obsessivo-compulsiva ou outras.


Também por isso tenho estado a fazer/rever um artigo sobre este tema das adaptações necessárias no processo de avaliação/intervenção psicológica a realizar com a pessoa autista adulta para poder partilhar com vocês.


67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page