top of page

O sono é a antecâmara da morte


Hamlet: Estou a pensar. Talvez me ocorra alguma coisa.

Ofélia: Tenho sono.

Hamlet: Ainda é dia.

Ofélia: Tenho sono.

Hamlet: Dorme, dorme, mas lembra-te de que o sono é a antecâmara da morte.

Ofélia: Só nos teus delírios, tonto.

Hamlet: Dorme em paz, então. Até logo


Hamlet, William Shakespeare


Poderíamos dizer que aquilo que está a acontecer com a avaliação de despiste de uma Perturbação do Espectro do Autismo das pessoas adultas é uma tragédia em três actos, apelando à dramaturgia Shakesperiana. E porquê, perguntam vocês!?


Neste momento numa região de Inglaterra (será o equivalente ao que nós temos como um distrito) existem cerca de 3000 pessoas adultas a aguardar uma avaliação de despiste de Perturbação do Espectro do Autismo. Isso mesmo, três mil pessoas adultas. E as autoridades de saúde referem que as avaliações que têm estado a ser realizadas confirmam em cerca de 60% os diagnósticos das pessoas adultas para uma Perturbação do Espectro do Autismo. Ainda que estas estejam a aguardar cerca de 2 anos e meio. Isso mesmo, dois anos e meio.


Esta situação pode e deve levar-nos a reflectir sobre várias questões:


1) Porque há este número de pessoas adultas a solicitarem uma avaliação de despiste de Perturbação do Espectro do Autismo;


2) Como é que as Instituições de saúde se podem (re)organizar para fornecer uma resposta adequada a esta situação e outras semelhantes;


3) Será possível repensar o processo de avaliação de despiste de Perturbação do Espectro do Autismo;


4) Como é que países em desenvolvimento e outros países desenvolvidos mas com menos capacidade de resposta na saúde mental se precisam de acautelar e rever aspectos tão fundamentais como a formação adequada dos profissionais de saúde, mas também os processos de referenciação para uma avaliação deste tipo;


5) Como é que podemos assistir a números de diagnóstico de Perturbação do Espectro do Autismo tão dispares entre equipas de saúde mental quando os processos de avaliação são standardizados;


6) ...


Uma coisa me parece certa, se continuarmos a dormir como Ofélia teremos uma situação cada vez mais desastrosa em mãos!


30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page