top of page

Ir ao espaço e voltar em oito passos: Aprenda como!

O título não tem nada a ver com aquilo que vou falar. Ou então tem tudo a ver. Depende sempre da sua perspectiva. Receber um determinado diagnóstico pode dar-lhe a sensação de mudar completamente a sua vida. Principalmente quando sentia que a sua vida já há muito que andava virada de cabeça para baixo. É algo habitual de ser descrito pelas pessoas adultas quando descobrem que a sua pessoa se inscreve no Espectro do autismo.


Muitas vezes, e ainda hoje, se ouve frequentemente perguntar o porquê do diagnóstico de autismo! E ainda mais o diagnóstico de autismo numa pessoa adulta! E são várias as hipóteses de resposta ouvidas. Desde o isso já não ir fazer diferença nenhuma ou alterar coisas importantes na vida ao seu completo oposto.


A Ella Brissenden é uma das pessoas que descobriu o seu diagnóstico por volta dos 20 anos de idade. E desde então tem navegado por todas essas constelações e procurado encontrar-se e mais algumas coisas, tal como indica nos desenhos fantásticos que fez e que podem ver aqui apresentados. Para verem mais dos trabalhos da Ella procurem @girl.underworld no Instagram.


Nunca é tarde para viajar até ao espaço. E neste caso não precisa de pagar uma quantidade gigantesca de dinheiro ao Elon Musk para ir como passageiro no Space X. Ainda que seja preciso fazer algumas coisas para poder fazer esta viagem como a Ella. Nomeadamente, procurar ajuda especializada para perceber o que se passa consigo e de como é que essas suas dúvidas se podem melhor compreender. Depois disso é iniciar uma viagem de ida e volta numa relação terapêutica com um psicoterapêutica. O resto? O resto é sempre à medida de cada pessoa.


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page